Forgot your password?

Inscreva-se

Home > Consumo > Solução Oral: Prós, Contras e Escolhas
322
306
10 min

Solução Oral: Prós, Contras e Escolhas

Quando sua motivação é buscar saúde e bem-estar, vale a pergunta: qual é a melhor maneira de introduzir a cannabis no organismo?

Não há resposta universal – depende de suas necessidades médicas e bioquímicas específicas. Encontrar o equilíbrio ideal entre os recentes avanços da ciência ocidental e os caminhos milenares do corpo humano continua a exigir paciência e intuição, E provavelmente sempre será assim. Da mesma forma, a dosagem de cannabis é altamente individualizada e ainda se baseia em partes equivalentes de arte e ciência.

No entanto, a solução oral é um denominador comum, com opções de dosagem através das quais muitos pacientes que se beneficiam da cannabis para uso medicinal encontram seus melhores resultados. Não é uma fórmula que sirva para todos, mas é uma maneira eficiente de fazer com que a planta de cannabis faça o melhor trabalho possível no organismo.

Solução Oral: Altamente Diversificada, Altamente Eficaz

A solução oral inclui tudo que possa ser ingerido ou administrado pela boca. Embora os produtos comestíveis de cannabis tenham crescido em popularidade (e criatividade) nos últimos anos, a solução oral abrange mais do que simplesmente produtos comestíveis.

Hoje, as opções nessa categoria são quase infinitas estão disponíveis em produtos que vão de bebidas com infusão de canabinoides até cápsulas ricas em THC. Em outras palavras, certamente há algo que funcione para cada um.

Para aumentar a complexidade, tipos diferentes de produtos geralmente têm efeitos terapêuticos diferentes – esses serão abordados na próxima seção. Por enquanto, porém, saiba que os seguintes tipos de produtos se enquadram na solução oral:

  • Comestíveis
  • Concentrados
  • Pílulas, cápsulas, comprimidos
  • Pós
  • Sumos
  • Sprays

Produtos Comestíveis de Cannabis para Uso Medicinal

Os produtos comestíveis de cannabis para uso medicinal geralmente têm duas partes: seus ingredientes alimentícios normais e seu componente de cannabis. Muitas vezes, o componente de cannabis dos produtos comestíveis é um óleo de cannabis concentrado ou manteiga de cannabis. Os componentes não canábicos são frequentemente ingredientes alimentícios comuns, como farinha e açúcar.

Obviamente, opções mais saudáveis ​​também estão disponíveis. Tenha você uma alimentação sem glúten, sem açúcar, vegana ou paleo, haverá um produto comestível para você. Muitos deles usam óleos saudáveis ​​de coco ou MCT como fonte de gordura, em vez do óleo de canola ou de semente de uva.

Comparados a outros produtos de cannabis para uso medicinal, os comestíveis fazem efeito lentamente (ou seja, o início da ação é demorado) e oferecem efeitos duradouros. Isso ocorre porque eles estão sujeitos ao metabolismo hepático, um processo em que os canabinoides ingeridos são filtrados pelo fígado antes de atingir a corrente sanguínea. Esse mesmo processo reduz a biodisponibilidade (isto é, absorção interna) dos produtos comestíveis para cerca de 10%. Se você ingerir um produto comestível com 10mg de canabinoides, por exemplo, espere absorver e se beneficiar de apenas um ou dois miligramas dele.

Mesmo assim, os produtos comestíveis são a solução ideal para muitos. Eles são especialmente potentes, às vezes mais do que seu conteúdo de canabinoide sugere. Eles também fornecem ao corpo canabinoides metabolizados, como o 11-Hidroxi-THC, que podem apresentar benefícios distintos em comparação ao THC “normal”. Usuários de cannabis medicinal que preferem a experiência psicotrópica podem encontrá-la com o 11-Hidroxi, visto que o canabinoide atravessa facilmente a barreira hematoencefálica.

Os produtos comestíveis de cannabis também podem ser úteis para indivíduos com Doença de Crohn e outros problemas de saúde intestinal sistêmica. Por que? Porque essa solução leva uma proporção maior de canabinoides diretamente ao trato digestivo. Definitivamente, são necessárias mais pesquisas nessa área: o autor de um estudo relatou ter certeza de que “outros compostos anti-inflamatórios da planta de cannabis ainda estão esperando para serem explorados […] para a SII em seres humanos.”.

Como muitos produtos de cannabis, os alimentos comestíveis são apresentados em uma variedade de concentrações e perfis de canabinoides. Para garantir que você não ultrapasse sua dose habitual, leia e quantifique cuidadosamente o rótulo do seu produto antes de ingerir algo. Além disso, lembre-se de que não é possível dosar os comestíveis por sensação, devido ao tempo de início de ação de 30 a 120 minutos; os efeitos máximos podem não ocorrer dentro de até três horas (ou mais).

Os usuários que se apressam ao usar comestíveis correm risco de ataques de pânico e até de problemas psicossomáticos. Em estados como o Colorado, o uso dos comestíveis está correlacionado com o aumento das visitas às salas de emergência. Não é de se admirar que o estado tenha publicado cartazes pedindo aos usuários que “comecem com pouco e prossigam devagar”. Felizmente, o LD50 da cannabis (dose letal) é quase impossivelmente alto de ser alcançado, sem overdoses registradas.

Mais uma coisa: usar sua marijuana medicinal na forma comestível pode realmente melhorar as taxas de absorção de canabinoides se o comestível for suficientemente gorduroso. Isso de acordo com uma nova pesquisa da Universidade de Minnesota, que descobriu que a absorção do CBD era auxiliada por uma refeição gordurosa. O mesmo conceito provavelmente se aplica a outros canabinoides e é atribuível, pelo menos em parte, ao fato de que os canabinoides são solúveis em gordura. Até os endocanabinoides usam ácidos graxos como precursores.

Concentrados de Cannabis para Uso Medicinal

Não é um fã de comestíveis de cannabis calóricos? Não se preocupe. Isso ocorre porque os concentrados de cannabis para uso medicinal também podem ser ingeridos.

Em termos simples, os concentrados de cannabis são produtos derivados das partes mais oleosas e resinosas da cannabis e depois processados ​​em uma forma mais concentrada. Eles incluem extratos como óleo de haxixe (BHO) e concentrados sem solvente, como Live Rosin. Geralmente, os concentrados são defumados com um dispositivo especial, mas nem sempre.

Historicamente falando, os concentrados eram consumidos na forma de uma resina de cannabis concentrada chamada haxixe. Ele era incrivelmente popular na Arábia da era medieval e aparece em histórias como “1001 Noites da Arábia“.

Além disso, lembre-se de que alguns produtos de cannabis são versáteis o suficiente para funcionarem como produtos ingeríveis. O Óleo de Rick Simpson (RSO), por exemplo, é um produto tópico e ingerível. Embora os concentrados de cannabis nem sempre tenham um sabor bom (por exemplo, o RSO geralmente tem um sabor amargo e terroso), a vantagem é que basta ingerir uma pequena quantidade para atingir a dose diária.

Pílulas, Cápsulas e Comprimidos de Cannabis para Uso Medicinal

A cápsula ou pílula de cannabis medicinal é uma invenção simples: geralmente apenas um concentrado de cannabis colocado em forma de cápsula. A principal vantagem desta solução? Especificidade. As cápsulas com cannabis podem ser dosadas com muita precisão e geralmente contêm quantidades exatas de THC, CBD e muito mais em cada cápsula.

Outra vantagem: com cápsulas e pílulas, o sabor às vezes dominante dos concentrados de cannabis é mascarado. Os pacientes com aversão ao sabor ou cheiro da cannabis têm maior probabilidade de tomar a dose ideal se ela vier pré-embalada dessa maneira. Na mesma linha, os pacientes que estão acostumados a usar medicamentos prescritos podem se sentir perfeitamente à vontade com essa forma de cannabis encapsulada.

As cápsulas de cannabis para uso medicinal, no entanto, não são capazes de atingir regiões sublinguais altamente permeáveis, o que provavelmente reduz sua biodisponibilidade. Pacientes que precisam de uma dose rápida de canabinoides (aqueles com epilepsia ou ansiedade aguda, por exemplo) podem ser melhor atendidos com soluções de ação mais rápida.

Pós de Cannabis para Uso Medicinal

Pós de cannabis para uso medicinal são uma solução oral um pouco mais rara. Muitas vezes, esses pós são canabinoides isolados que vêm na forma cristalina. Tanto o CBD quanto o THC podem ser tomados via pó de cannabis, pois ambos formam grandes cristais quando altamente purificados.

Assim como outros tipos de cannabis para uso medicinal, é importante saber o que há no seu pó de cannabis. O processo de purificação adequado para isolamento é longo e minucioso, e nem todos os fabricantes o seguem com precisão.

Por esse motivo, é importante ser diligente e solicitar testes de laboratório antes de comprar. Se um fabricante afirma que seu isolado de CBD é 99,99% puro, por exemplo, ele deve poder comprovar rapidamente com testes de laboratório independentes. Lembre-se também de que alguns pós de cannabis podem não ser totalmente descarboxilados, embora a maioria atenda a esse padrão.

Cannabis para Uso Medicinal… Crua

Uma das soluções mais subestimadas, a ideia de simplesmente comer ou processar cannabis crua, remonta a tempos mais “simples”. Mas não deixe a simplicidade enganar você. Um enorme grupo de pacientes que utilizam cannabis medicinal pode se beneficiar desse antigo método de administração oral.

Por que? Porque o perfil de nutrientes oferecido pela cannabis crua  é muito, muito diferente daquele presente na maioria dos produtos comerciais de cannabis.

Por exemplo, a cannabis crua não contém CBD ou THC consideráveis. Em vez disso, ele contém as ‘formas ácidas’ desses canabinoides,  CBDa e THCa. A cannabis crua também é mais propensa a conter canabinoides raros, como CBG e CBGa, do que as formas processadas da planta. Além disso, a cannabis fresca vem com terpenos delicados, como o monoterpeno pineno, totalmente intacto.

A maioria dos produtos convencionais de cannabis não possui  canabinoides carboxilados – aqueles que terminam com um “A”. Privilégio da “Cannabis sativa L. e Canabinoides não psicoativos …”

Do ponto de vista químico, os canabinoides “crus” são um pouco maiores e mais pesados ​​que os convencionais, o que significa que geralmente não são capazes de se ligar diretamente aos receptores endocanabinoides. Mas esses canabinoides crus têm seus próprios benefícios à saúde.

O CBDa, por exemplo, é especialmente útil como um agente anti-náusea e anti-ansiedade (ansiolítico). Kalant e outros confirmaram: “Um dos remédios farmacológicos mais antigos para náuseas e vômitos é a planta de cannabis”.

As qualidades antieméticas do CBDa permanecem quase inigualáveis ​​até hoje. Cotter e outros concluíram que “os medicamentos à base de cannabis são considerados anti-eméticos eficazes e até superam alguns tratamentos modernos em seu potencial para aliviar náuseas”.

O CBDa também demonstrou reduzir o indicador inflamatório COX-2 naqueles com câncer de mama. Segundo o estudo, isso implica que “o CBDA pode possuir a capacidade de suprimir genes que estão envolvidos positivamente na metástase das células cancerígenas in vitro”.

Uma solução oral é o spray de cannabis. Isso envolve um óleo ou tintura de cannabis colocado em um frasco de spray para uma ingestão conveniente. Frequentemente, a viscosidade do óleo é alterada para torná-lo mais pulverizável. Os sprays à base de álcool podem ser uma opção ideal para pacientes com problemas de má absorção de gordura que desejam evitar óleos gordurosos de cannabis. O Sativex, farmacêutico derivado da cannabis, também utiliza essa solução.

Cannabis Ingerível = Cannabis Conveniente

Em suma, nunca existiram tantas maneiras de ingerir oralmente a cannabis como hoje em dia.

O avanço tecnológico também está tornando a cannabis mais amplamente disponível, além de mais conveniente, do que nunca. As soluções de cannabis estão se multiplicando em todo o mundo, pelo menos nas locais em que a planta é legal.

Também estão sendo feitos progressos na área acadêmica. Os pesquisadores continuam a aprender mais sobre as soluções orais e como elas podem ser melhor adaptadas ao metabolismo humano para aprimorar a experiência do paciente. Enquanto mais trabalho ainda está para ser feito, estamos felizes em ajudar a impulsionar a cannabis para uso medicinal em direção ao seu legítimo e brilhante futuro.

Conversation

Você Há de Gostar

“É muito errado criminalizar alguém por ...
Estudo com Gêmeos Aponta: Cannabis Não C...
Como Definir a Posologia da Cannabis?
Cannabis e Coronavírus: A Verdade Por Tr...

Mais Artigos

“É muito errado criminalizar alguém por defender a própria s...
Estudo com Gêmeos Aponta: Cannabis Não Causa Declínio Cognit...