Inscreva-se

Home > Consumo > O Que São Tinturas de Cannabis?
644
4 min

O Que São Tinturas de Cannabis?

As tinturas constituem um dos métodos mais versáteis e eficazes de administrar a  cannabis para fins medicinais. Até serem banidas nos Estados Unidos em 1936, elas também eram um produto farmacêutico bastante popular.

E o que ela são exatamente?

Tinturas de cannabis são um tipo de extrato de cannabis à base de álcool, de administração sublingual. As tinturas tradicionais de cannabis medicinal mantêm seu teor alcoólico, sendo, essencialmente, infusões de álcool.

Como São Produzidas as Tinturas de Cannabis?

A maioria das tinturas disponíveis no mercado hoje em dia passa por um processo de produção tecnológico. Existem várias maneiras diferentes de extrair os elementos químicos da cannabis. No caso das tinturas, utiliza-se um tipo específico de solvente: álcool, geralmente etanol.

Devido à polaridade específica do etanol, muitos terpenos diferentes são extraídos da matéria vegetal da maconha, à diferença do método de extração de CO2, usado para produzir soluções de CBD à base de óleo, no qual não são aproveitados todos os terpenos. De acordo com os especialistas da Flemming & Singh, “o CO2 é um processo rápido, que retira muitos desses compostos específicos […], pagando o preço de não ter acesso total a outros elementos como o CBD, o CBN ou o THC-A”.

Com o etanol é diferente. A imersão da matéria vegetal da maconha nesta substância produz um concentrado de cannabis rico em terpenos, flavonoides etc., produzindo um produto muito mais similar à planta quando comparado com resultantes de outros métodos de extração.

No entanto, mesmo a extração com etanol tem algumas desvantagens. Ele consome muito tempo e atenção, além de envolver um longo processo de refinamento, em que o excesso de etanol precisa ser fervido para ser eliminado. Isso provoca a evaporação de alguns dos compostos mais delicados da cannabis.

Os Benefícios das Tinturas de Cannabis

Precisão

São muitos os benefícios das tinturas de cannabis medicinal. Primeiro, elas facilitam a dosagem, especialmente no caso das tinturas de cannabis medicinal produzidas em laboratórios disponíveis no mercado, que devem apresentar certificação laboratorial e posologia. A maioria das tinturas de cannabis medicinal já vem preparada e rotulada, com uma concentração específica de mg / ml.

Com uma tintura, é possível manipular, com precisão, o volume de concentração das soluções de acordo com as necessidades de cada paciente. Esse processo também pode ser útil para prevenir a saturação dos receptores canabinoides e / ou sensação de “high” intensa demais. Fazer pequenos ajustes de dosagem na tintura de cannabis possibilita a adaptação gradual dos sensíveis receptores CB1. Além disso, é muito mais fácil dosar com tinturas do que com gomas ou outras formas de administração.

As tinturas de cannabis também facilitam a microdosagem: basta tomar algumas gotas para garantir os efeitos desejados dos fitocanabinoides.

Conveniência

As tinturas de cannabis medicinal podem ser usadas praticamente a qualquer hora, em qualquer lugar (dentro dos limites legais, é claro). Quem precisa tomar microdoses com regularidade pode fazê-lo discretamente, mesmo em espaços públicos, o que não acontece com outras formas de administração, como o fumo ou a vaporização.

Outro ponto: as tinturas de cannabis medicinal têm uma vida útil muito longa, sobretudo se estiver acondicionada em um frasco de vidro escuro, que protege o conteúdo da oxidação provocada pela luz solar.

Eficácia das Tinturas de Cannabis

Esse tipo de extrato é, de fato, full spectrum. Os álcoois são capazes de extrair substâncias hidrossolúveis e lipossolúveis da matéria vegetal da cannabis.

Compostos canábicos que normalmente ficam de fora do produto comestível (incluindo clorofila, glicosídeos e glicosídeos flavonoides) estão presentes nas tinturas à base de álcool. (The Systematic Identification of Flavonoids, Tom Mabry, 1970)

Obviamente, esses compostos, preservados na tintura, apresentam diferentes benefícios. De acordo com um estudo de 2016, “as flavonas e os flavonóis encontrados na cannabis exercem uma série de efeitos biológicos”. Entre eles, sugerem-se efeitos anticancerígenos, anti-inflamatórios e neuroprotetores, ainda que sutis demais para serem observados.

Misturas específicas de canabinoides podem tornar as tinturas de cannabis medicinal ainda mais eficazes. Por exemplo, tinturas com diferentes proporções de CBD e THC estão disponíveis em diferentes produtos. Tudo indica que certas proporções funcionam melhor para determinadas pessoas e doenças.

Um estudo observacional de 2018 realizado na Universidade de Tel Aviv revelou que uma proporção de 20:1 de CBD:THC reduziu a frequência de crises em 56% dos pacientes pediátricos que participaram da pesquisa. Por outro lado, doenças autoimunes, como artrite reumatoide ou psoríase, parecem responder melhor a quantidades mais altas de THC.

Como Tomar Tinturas de Cannabis?

As tinturas são sublinguais, ou seja, devem ser mantidas debaixo da língua. Paradoxalmente, quanto mais tempo uma tintura fica debaixo da língua, maior sua taxa de absorção. Por que? Por causa da grande quantidade de vasos sanguíneos e glândulas nessa região que absorvem os canabinoides com facilidade. Isso significa que a biodisponibilidade de uma tintura adequada pode chegar a 40%, o que é excelente no que diz respeito à cannabis medicinal.

Há também evidências de que as tinturas à base de álcool têm uma absorção melhor do que as tinturas à base de óleo. A biodisponibilidade do próprio etanol é de cerca de 80%, e a substância já demonstrou melhorar a absorção de outros compostos vegetais além dos canabinoides, como a quercetina. Mais estudos sobre os efeitos do etanol na metabolização dos canabinoides deverão ser realizados no futuro.

As Desvantagens das Tinturas de Cannabis

Apesar de sua eficácia, as tinturas de cannabis medicinal apresentam algumas desvantagens práticas. Elas demoram mais para começar a agir, sobretudo se o paciente não souber reter a tintura sob a língua antes de ingeri-la. Quando o usuário abre mão da absorção sublingual, os canabinoides da tintura ficam sujeitos a uma ruptura hepática muito mais lenta por meio do chamado efeito de primeira passagem. Por esse motivo, pacientes com ansiedade ou dor aguda terão melhores resultados com formas de administração mais rápidas, como a caneta vaporizadora.

Com as crianças também pode ser mais difícil usar as tinturas, por causa do gosto desagradável de terra comum a elas.

As Diferenças Entre Óleo e Tintura de Cannabis

Embora o óleo e a tintura de cannabis sejam usados ​​de forma intercambiável hoje em dia, eles não são a mesma coisa.

Os óleos de cannabis são soluções ingeríveis, com infusão de cannabis, independentemente de como ela foi produzida. As verdadeiras tinturas de cannabis são produzidas por meio da extração com álcool ou etanol e geralmente contêm um pouco de álcool no produto final. 

Tinturas de Cannabis: Um Passado Rico, Um Futuro Brilhante

Parece que a popularidade histórica das tinturas de cannabis voltou com força total. Desde 2019, as tinturas de cannabis estão mais populares, e mais avançadas, do que nunca. Além disso, a especificidade proporcionada pelas tinturas (tanto em termos de concentração quanto de conteúdo de canabinoides) abre portas para futuros medicamentos personalizados à base de cannabis.

Leave a comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.

By clicking "Post Comment" you agree to our Privacy Policy and to joining The Cannigma mailing list.

Você Há de Gostar

Associações canábicas: porta de entra...
Associações canábicas: porta de entrada legítima ao universo da cannabis medicinal
Estudo: cannabis na gravidez pode estar ...
Estudo: cannabis na gravidez pode estar associado a autismo em bebês
Cultivo da cannabis: como evitar mofo, ...
Cultivo da cannabis: como evitar mofo, fungo e bactéria
7 formas fascinantes com as quais a cann...
7 formas fascinantes com as quais a cannabis afeta o seu corpo

Mais Artigos

Associações canábicas: porta de entra...
Associações canábicas: porta de entrada legítima ao universo da cannabis medicinal
Estudo: cannabis na gravidez pode estar ...
Estudo: cannabis na gravidez pode estar associado a autismo em bebês
X