Inscreva-se

Home Pesquisa Israel testa cannabis contra coronavírus
abr 23, 2020 3 min de leitura

Israel testa cannabis contra coronavírus

author
por Ben Hartman
Research scientist in lab experiment
Research scientist in lab experiment
Três ensaios clínicos verificam se é possível utilizar a cannabis contra o coronavírus (COVID-19). (Kzenon/123rf)

Grandes hospitais em Israel estão focando na planta da cannabis na busca por tratamentos contra o coronavírus. A pandemia já registrou 2,5 milhões de casos confirmados e mais de 160 mil mortes. A alta fatalidade é explicada pela ocorrência de uma infecção respiratória mortal.

Na sexta-feira, a InnoCan Pharma anunciou que sua subsidiária, a InnoCan Pharma Ltd. de Herzlia, região central de Israel, iniciou uma colaboração com a Universidade de Tel Aviv. Juntas, elas querem desenvolver um tratamento com cannabis contra o coronavírus utilizando exossomas – pequenas estruturas ligadas às células que são criadas quando as células-tronco se multiplicam – carregadas com canabidiol (CBD). Primeiramente, ela será testada contra quadros de infecções pulmonares, informou a empresa em um comunicado à imprensa.

Os pacientes em tratamento experimental receberão os exossomas com CBD por meio de uma técnica de inalação. A empresa defende que suas propriedades anti-inflamatórias podem ajudar na recuperação de células pulmonares infectadas.

Algumas pesquisas realizadas em animais mostraram que o CBD tem a capacidade de reduzir a inflamação. No entanto, ainda não está comprovada sua eficácia no tratamento ou na prevenção de doenças causadas pelo novo coronavírus ou outros vírus respiratórios.

Cannabis com Esteroides Contra o Coronavírus

Um segundo estudo está analisando a combinação de CBD e esteroides como tratamento para pacientes com COVID-19. Ele será inicialmente aplicado em 10 pacientes do vírus que estão nesse momento internados no Rabin Medical Center, na região central de Israel. De acordo com o comunicado à imprensa, o centro hospitalar informou que o teste será conduzido ao longo de algumas semanas. Caso a prova de conceito seja bem-sucedida, o tratamento será expandido para outros 40 pacientes hospitalizados e infectados com o COVID-19. 

O comunicado também informou que “o tratamento com esteroides é geralmente a primeira ou a segunda linha de tratamento de pacientes hospitalizados. O CBD melhora o efeito terapêutico do tratamento com esteroides e trata o biomecanismo afetado pelo vírus.”

Esse teste está sendo conduzido por uma empresa de pesquisa e tecnologia de CBD, a Stero Biotechs, em colaboração a Mor Research Applications, que é o Escritório de Transferência de Tecnologia da Clalit, a maior organização de saúde do país.

Em agosto de 2018, a Stero Biotechs recebeu a patente de um tratamento baseado em CBD e declarou que ele “tem o potencial de minimizar os efeitos devastadores dos esteroides”.

Poder Anti-Inflamatório da Cannabis Contra o Coronavírus

O terceiro estudo realizado em Israel está examinando se a cannabis, por causa de suas propriedades anti-inflamatórias, poderia retardar as infecções pulmonares que acometem muitos pacientes com COVID-19.

O Centro Médico Ichilov de Tel Aviv lançou este estudo para testar a eficácia da cannabis no tratamento de pacientes com COVID-19 com sintomas moderados, de acordo com um relatório do Canal 12 de Israel.

Planta de cannabis
Canabinoides poderiam ser usados como produtos de ação desinfetante? (Dmitry Tishchenko/123rf)

O professor Alon Grosman, chefe de medicina interna do Hospital Beilinson, também localizado na região central de Israel, já havia afirmado na semana passada em entrevista à televisão: “Sabemos que a maconha tem propriedades anti-inflamatórias e, portanto, caso consiga interromper a tempestade de citocinas [em pacientes com COVID-19], teremos uma importante notícia para o mundo.”

Desinfetantes à Base de Cannabis

O neurologista americano e pesquisador de canabinoides e psicofarmacologia Ethan Russo, em conjunto com seu parceiro de negócios Nishi Whitely, anunciaram uma nova parceria. Eles criarão uma empresa para desenvolver e comercializar “inovações centradas em canabinoides com aplicações médicas, diagnósticas e industriais. Essa informação foi publicada na Revista Forbes no início deste mês.

Na entrevista à Forbes, Russo foi questionado sobre um desinfetante à base de cannabis. Segundo ele, o produto deve chegar ao mercado em breve, e poderá ser eficaz contra o coronavírus.

Russo afirmou esperar que o produto atue contra uma variedade de fungos e bactérias. “Esta não é uma tentativa repentina de aproveitar o momento. Hoje em dia, muitos estão estudando soluções para o COVID-19. Portanto, acredito que teremos em mãos algo que será ao mesmo tempo seguro, barato e eficaz.”

Deixe um comentário