Inscreva-se

Home Notícias Dicas e mitos: cannabis e coronavírus
mar 9, 2020 3 min de leitura

Dicas e mitos: cannabis e coronavírus

author
por Ben Hartman
medical-masks-corona

Importante esclarecer quais os mitos que permeiam a relação entre a cannabis e o coronavírus. Afinal, a pandemia está afetando bastante a indústria e os eventos comerciais do setor. Fora isso, os usuários da marijuana também devem enfrentar distúrbios em suas vidas diárias e impactos em sua rotina médica, à medida que o vírus continua em seu curso pelo mundo. Já existem indicações de que em breve veremos escassez de alguns produtos de cannabis devido a uma desaceleração do comércio, das viagens e da fabricação.

Aqui estão alguns passos que os pacientes e consumidores de cannabis medicinal podem seguir para estarem mais seguro e desfrutarem de alguma paz de espírito. 

Mann und Frau mit Maske, Corona
Pelo menos por enquanto, evite passar cigarros de maconha. E pratique boa higiene. (Jozef Polc/123rf)

Dê Suas Baforadas, Mas Não Passe Adiante 

Grande parte da cultura da cannabis gira em torno de seu uso social e compartilhado entre amigos e parceiros de fumo, mesmo entre os pacientes que a utilizam para fins medicinais. No entanto, isso abre as portas para infecções, especialmente quando um vírus altamente contagioso anda à solta. Por enquanto, pelo menos, evite passar baseados ou compartilhar cachimbos e bongs. Use seus próprios acessórios e suprimentos. Seus amigos entenderão. 

Higiene Não é Só Lavar as Mãos

Um dos aspectos assustadores do coronavírus é que ainda não está claro quanto tempo ele pode permanecer numa superfície e permanecer transmissível. De acordo com um estudo recente, “primos” do COVID-19, como aqueles que causam SARS e MERS, podem permanecer numa superfície por até nove dias. O estudo também revelou que tratar essas superfícies com um desinfetante com 61% a 71% de álcool pode ser altamente eficaz para descontaminá-las. Pratique uma boa higiene ao visitar o dispensário. Lave as mãos ou use desinfetante após tocar em qualquer superfície ou ter interações físicas com outras pessoas. Você pode até usar lenços umedecidos com álcool para desinfetar a embalagem de seus produtos de cannabis.

Evite Fumar 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, entre aqueles que têm maior risco de complicações com o Corona estão as pessoas com problemas crônicos de saúde como a asma. É o mesmo que acontece com a gripe típica, que pode ser especialmente perigosa para pessoas com problemas respiratórios. Se você fizer parte da população de risco e a fim de manter seus pulmões o mais limpos possível, considere, por enquanto, o uso de formas não fumáveis de cannabis

A Cannabis Pode Tratar o Coronavírus?

Não. A maioria dos médicos não recomenda o uso de cannabis para ajudar a tratar até mesmo vírus mais brandos como os da gripe comum, que dirá o coronavírus. No entanto, a cannabis pode aliviar alguns dos sintomas desconfortáveis semelhantes aos da gripe, como dores, náuseas e problemas para dormir. 

um estudo que examinou o efeito que o sistema endocanabinoide tem sobre camundongos infectados com o vírus da influenza. Nele, os cientistas descobriram que, depois de sofrer um surto de gripe, camundongos com sistemas endocanabinoides em funcionamento normal sofreram significativamente menos danos no tecido pulmonar do que aqueles cujos sistemas endocanabinoides haviam sido geneticamente modificados. Embora esses resultados possam ser interessantes, praticamente inexistem evidências que levem a conclusões substanciais sobre como a cannabis afeta os seres humanos que sofrem de gripe – e muito menos como afeta o coronavírus. 

Como mencionado anteriormente, não é recomendável fumar nada se você estiver com gripe, a fim de evitar causar mais danos aos pulmões e à garganta. 

Se você já usa regularmente a cannabis para tratar alguma doença, é melhor entrar em contato com o seu médico e informá-lo sobre sua situação. Ele será o melhor conselheiro para orientá-lo se você deve continuar usando a cannabis medicinal enquanto estiver doente, ou se é mais recomendável dar um tempo.

Enquanto isso: higiene, higiene, higiene.

Deixe um comentário