Inscreva-se

Home Brasil Dicas de temperatura e irrigação para fazer sua cannabis feliz
mar 27, 2021 3 min read

Dicas de temperatura e irrigação para fazer sua cannabis feliz

author
by Felipe Hanower
Plantio de cannabis

Para deixar sua cannabis feliz e, portanto, propiciar uma colheita farta, basta oferecer a ela o que ela está esperando. Entre os aspectos mais importantes do cultivo está a correta definição a respeito de irrigação e temperatura ambiente. 

Fora isso, claro, propicie a ela uma rotina correta de cuidados e manutenção.

Comecemos falando de…

Irrigação

Em inglês, a cannabis também é chamada de weed, que literalmente significa erva-daninha. Não à toa ela tem esse nome, já que é uma planta que se adapta facilmente ao local em que é cultivada. Isso acontece por ela ser um vegetal que não necessita de muita água para sobreviver, já que suas raízes penetram profundamente o solo e são capazes de buscar todos os nutrientes de que precisa.

Um erro frequente entre os cultivadores é oferecer à cannabis água em excesso. Vale dizer que é mais fácil matar uma planta por excesso de água do que por falta dela. E é comum entre os jardineiros de primeira viagem enfrentar problemas no cultivo devido ao “overwater”.

A aparência de uma planta sedenta

É importante estar sempre atento aos sinais que sua planta exibirá quando necessitar de água. Folhas caídas, mais finas e, em alguns casos, com um tom amarelado são alguns dos sintomas da falta de H2O. O bom controle de irrigação faz com que a planta consiga completar seu ciclo com sucesso e que as raízes se desenvolvam melhor e cubram todo o vaso, melhorando assim sua própria nutrição.

Para saber se sua planta está com sede, afunde o dedo alguns centímetros na terra. Se ao retirá-lo ele estiver limpo ou seco, é um sinal de que sua planta precisa ser hidratada.

Outra maneira de perceber se o solo ainda está molhado é levantando o vaso. Se ele tiver um peso maior do que o normal, significa que a planta não precisa ser regada. Não se esqueça de erguer os potes após regá-los para perceber como ficam pesados quando cheios de água. Isso lhe dará a sensação de peso de uma planta seca.

O aspecto de uma planta regada demais é semelhante a uma pouca regada. A diferença é que as folhas ficam verde-escuras e as pontas das folhas se enrolam como se estivessem se escondendo da água em seu vaso. As raízes puxam oxigênio conforme o solo seca e, quando o solo está muito úmido, a planta essencialmente não consegue respirar. Tenha em mente que é melhor regar “de menos” do que demais.

Intervalos e diário

Preste atenção nos intervalos em que você rega suas plantas. Até mesmo anote em um diário para garantir sua segurança. Mas tenha em mente que, à medida que as plantas ficam maiores, elas vão precisar de mais água e, portanto, deverão ser regadas com mais frequência.

A quantidade de água que suas plantas precisam dependerá de uma série de fatores como tamanho, temperatura exterior, saúde geral e estágio de crescimento.

Faça anotações, cálculos e programe a irrigação de suas plantas. O ideal é definir um ciclo em que a planta precise ser regada a cada dois ou três dias. Quanto mais cedo você encontrar o ponto ideal entre muito úmido e muito seco, mais cedo verá seu jardim florescer.

Umidade e temperatura

Recomenda-se dividir o ciclo da cannabis em três estágios: broto, vegetativo e floração. Os níveis de umidade e temperatura devem ser ajustados de acordo com cada etapa, garantindo assim o crescimento saudável. 

Não pense que o controle de umidade e temperatura são complicados: você está prestes a entender esses aspectos. No cultivo, é geralmente é muito fácil manter os parâmetros dentro de um determinado intervalo e, quanto mais constante, melhor.

O ar seco faz com que as plantas percam mais água ao respirar do que o ar úmido e, portanto, reduz o teor de umidade geral mais rapidamente. Uma vez que o ambiente se torna muito seco, as plantas perdem mais água do que são capazes de recuperar com as raízes. Quando elas têm a quantidade certa de umidade, no entanto, elas florescem.

A relação umidade x podridão

A quantidade correta de umidade permite que a cannabis abra os seus poros mais completamente, respire mais dióxido de carbono e cresça rapidamente. As condições excessivamente úmidas também podem ser prejudiciais. Vale lembrar que o ambiente úmido as coloca em risco de desenvolver podridões e outras doenças, pois a água se acumula na folhagem densa e cria o ambiente perfeito para bactérias e fungos. 

O nível ideal de umidade relativa é variável. As plantas nativas de áreas tropicais quentes estão bem adaptadas a temperaturas consideradas ideais para a cannabis. Elas crescerão melhor em níveis mais elevados de umidade relativa do que as plantas de climas mais frios e temperados, por exemplo.

As variedades indica crescem melhor em regiões de altitude elevada, em ambientes secos e podem lidar com temperaturas mais baixas. A sativa, por outro lado, tende a crescer naturalmente em climas subtropicais quentes e preferem condições mais úmidas.

Obter a temperatura certa em seu local de cultivo é extremamente importante, pois afeta a capacidade de fotossíntese e crescimento. Se possível, busque manter a temperatura ambiente em torno 25°C.

Deixe um comentário

Você Há de Gostar

Mais Artigos